sábado, 19 de junho de 2010

Causa e Consequência - Parte 3

Causa e Consequência: Não Culpem o Joelho – Parte 3.
Alexandre Franco

Automobilização do Tornozelo.

Resumindo o que já foi falado a respeito desta série, vimos a importância de se ter o sistema limpo e como isso pode ser alcançado através da autoliberação miofascial (Parte 1) e como ativação de arco plantar e glúteo médio também têm um papel importante na manutenção da estabilidade do joelho. Assim como existem estruturas na cadeia responsáveis por estabilidade, existem estruturas que fornecem movimento. Aqui falaremos, especificamente, da dependência do sistema de mobilidade no plano sagital no tornozelo. Um joelho saudável depende muito da capacidade do tornozelo em realizar, dorsiflexão e flexão plantar. Exercícios como as variações de agachamento e lunge, por exemplo, necessitam de um tornozelo capaz de realizar dorsiflexão para que a sobrecarga envolvida seja distribuída harmonicamente entre joelho, quadril, lombar, e dependendo da forma como esta sobrecarga estiver posicionada no corpo, torácica, escapulotorácica, glenoumeral e cervical. Essa limitação na mobilidade do tornozelo pode ter duas origens e é importante que isso seja detectado para se ter uma noção de qual estratégia corretiva será a mais adequada.

1. Tensão Muscular – A articulação tem capacidade de gerar movimento, porem os flexores plantares (tibial posterior, principalmente) não permitem, devido a tensão muscular exacerbada.

2. Bloqueio Articular – A articulação simplesmente não tem capacidade de gerar movimento.

Colei um vídeo onde Coach Mike Boyle demonstra o que seria limitação de dorsiflexão por bloqueio articular. É impressionante o quanto a articulação pode realmente perder suas funções básicas.

video

A forma como facilitaremos o desenvolvimento dessa mobilidade não é muito diferente uma da outra. Na primeira variação, demonstraremos o desenvolvimento de mobilidade no plano sagital. Deixaremos o terço anterior do pé ligeiramente elevado para estimular ainda mais o ganho de dorsiflexão.

video

Na segunda variação, demonstraremos uma variação na qual estimularemos movimento do plano transverso como forma de automobilizar a articulação bloqueada. Observem no detalhe como mantendo o pé fixo no chão, cria-se deslizamento articular entre tíbia e talus.

video

Selecionei algumas imagens para todos visualizarem como esse movimento é crucial em ambiente competitivo

Andre Agassi


Albert Pujols


Tiger Woods - Follow through


Finalizaremos esta série falando a respeito da mobilidade multiplanar do quadril.

Nenhum comentário:

Postar um comentário